Guerreiro meu. Menino eu

Caçador. Maluco Beleza. Marduk. Dele, guardo boas lembranças: o bom humor de sempre, a serenidade no olhar e o gozo de quem desfrutou leve e levianamente a vida. Como todo boêmio que se preze, curtia os bailes da vida e as serestas das ruas, e quando não podia sair, dava um jeito de trazer a…